Acho que sou lésbica, e agora?

Olá galera!! Hoje reuni cinco meninas para dar opiniões sobre um tema que talvez vocês possam estar vivenciando. Já pensaram se por acaso vocês fossem lésbicas? Já sentiram aquela atração por alguém do mesmo sexo? Se sim, como você reagiu? Deu medo ou insegurança? Veja o que elas responderam <3

1- O que você faria se percebesse que poderia estar atraída por outra garota ?

Giovanna Araújo, 21 anos, Florianópolis- SC: Quando eu me senti assim, procurei saber se era isso mesmo ou um outro sentimento parecido. Acho que a coisa certa a fazer é, em primeiro lugar, ter certeza do que sente e, em seguida, saber se ela se sente da mesma forma. Caso sim, o próximo passo é lidar com isso, se for algo novo.
Ana Paula Diniz, 26 anos, Ji-Paraná - RO: Se por acaso eu me sentisse atraída por uma garota, certamente diria a verdade a ela.
Júlia Gonçalves, 19 anos, Niterói - RJ: Super normal, poderia até começar a me relacionar com ela, se ela também curtir, SÓ VAI LESK.
Emilly Costa, 18 anos, Sorocaba - SP: Eu chegaria nela, e se ela me correspondesse daríamos uns amassos com certeza.
Jéssica Nass, 18 anos, Ji-Paraná - RO: Bom, eu ia pensar muito primeiro em todas as possibilidades rs, pois não basta eu estar atraída se ela não estiver, mas de alguma forma eu ia tentar descobrir isso.. E se ela estiver, eu ia falar que estava interessada, etc, assim como é com os homens, só vai mudar a sexualidade, não dá pra esperar muito nos dias de hoje.

2- Você sentiria vergonha de se assumir por causa da sociedade atual?

Giovanna Araújo, 21 anos, Florianópolis- SC: No começo, foi bem difícil. Faltou aceitação dos pais, do restante da família e até de alguns amigos. O que faltou mesmo foi aceitação própria. O peso que a sociedade tem sobre essa decisão é enorme e isso dificulta a decisão. Eu demorei um tempo pra me assumir por completo, precisei de umas conversas sérias com uma amiga que também é homo. Recomendo que as meninas que se sintam assim se assumam de uma vez, é o melhor a fazer.
Ana Paula Diniz, 26 anos, Ji-Paraná - RO: A sociedade atual critica até o vento. Não me incomodaria em assumir. Deus deu uma vida para cada um cuidar da sua.
Júlia Gonçalves, 19 anos, Niterói - RJ: Não, mesmo que em casa meus pais não aceitem, se eu fosse independente, sem problema nenhum, mas acredito que deve ter um certo respeito, assim como não curto ver uma garota e um garoto se beijando em público, também não curto pessoas do mesmo sexo se pegando na minha frente.
Emilly Costa, 18 anos, Sorocaba - SP: Não, na verdade não me importo com a opinião dos outros, mas pediria aprovação dos meus pais.
Jéssica Nass, 18 anos, Ji-Paraná - RO: Vergonha acho que não seria a palavra e sim receio. Por que se eu fosse lésbica e estivesse com outra garota, seria por amor (ou o que fosse) então não tem por que ter vergonha, mas a sociedade impõe muito medo nas pessoas (não adianta alguém falar que não porque impõe sim), há muitos casos de violência em relação a isso, na família há muita negação e briga, e a sociedade julga mesmo, então receio eu teria, vergonha não.

3- Para tirar a dúvida, você experimentaria um beijo de outra menina?

Giovanna Araújo, 21 anos, Florianópolis- SC: Sim, com certeza. Acho que é um processo fundamental nessa hora. Pode até ser decisivo. A curiosidade é natural nesses momentos, princialmente se for a atração por alguém do mesmo sexo. Então, se tiver a oportunidade e surgir o clima, por que não? O meu primeiro beijo com uma garota não foi lá essas coisas, mas também não foi o bastante para eu decidir que não era homo. Para acabar com a dúvida, é bom beijar mais de uma pessoa, talvez a primeira não seja tão boa assim.
Ana Paula Diniz, 26 anos, Ji-Paraná - RO: Atualmente não. Mas nunca se sabe o dia de amanhã. :)
Júlia Gonçalves, 19 anos, Niterói - RJ: Já experimentei e recomendo :*
Emilly Costa, 18 anos, Sorocaba - SP: Sim, por quê não? Se eu estiver com dúvida sobre minha opção sexual, qual é o melhor jeito de se descobrir se não provando? Não experimentaria apenas o beijo, mas adicionaria outras coisas no cardápio também.
Jéssica Nass, 18 anos, Ji-Paraná - RO: Olha, depois de muito pensar, como respondi na primeira pergunta, se eu visse que tenho possibilidades pra ser, eu beijaria, porque não adianta eu falar que sou se não tentar o mais importante p descobrir hahah!! Só pra ressaltar: sou hétero, mas não tenho nada contra gays/lésbicas, tenho amigos que são e acho que toda forma de amor é válida!

E aí, se identificou com alguma opinião? Se você está na mesma situação, como resolveu? Deixa sua experiência no comentário!!!

Beijos <3

Veja também

Por: Anastácia Kaziuk

Oi! Meu nome é Anastácia Kaziuk, tenho 26 anos e sou de Ji-Paraná, Rondônia. Sou técnica em Informática pe...

Ju Twitter • 4 anos atrás

HAHA isso aí meninas, SE LIBERTEM :hearts::hearts::hearts::hearts::hearts:

gio Twitter • 4 anos atrás

me sigam no twitter pra desabafos e dúvidas, ajudo todas bjs

gio Twitter • 4 anos atrás

adorei responder hehehe. sucesso, anastacia! rsrsrs, que venham os próximos, pode contar comigo