Eu mereço

Depois de tantas idas e vindas eu acho que agora é a hora de deixar de tentar e realmente começar a viver. Sempre acreditei muito nas pessoas e por mais que eu diga que eu sou independente, que não quero casar e que não preciso de homem, no fundo eu estou gritando por ajuda. Ninguém consegue ser feliz sozinho. Eu até tentei ser alguém legal, amorosa e fiel, mas só recebi tapas da vida.

Às vezes me pergunto se amar demais foi o meu erro, porque não faz sentido. O fato é que eu cansei, sabe? Cansei de ser alguém legal, que acredita no amor, que acha que o cara perfeito está por aí caminhando esperando a hora certa para esbarrar em mim. Cansei de ser e me entregar de corpo e alma pro primeiro que me mostrasse o quão bonita eu era e soubesse admirar minhas qualidades.

Eu acho que eu mereço ser feliz. Não é possível que todos os meus desastres amorosos não tenham fim. Se foi uma lição que tinha que pagar da vida passada, acho que já paguei das vidas posteriores também. Com tanta derrota assim, duvido que eu seja boa o suficiente para alguém me amar.

Quando acho alguém legal, ou ele desanima ao me ver pessoalmente ou ele é casado ou esconde algum segredo que eu sempre acabo descobrindo. Por que as pessoas fazem isso? Por que que elas dizem gostar se estão só de brincadeira?

Eu já não tenho mais lágrimas para chorar e achei que chegando na fase adulta todo esse drama de amor e paixão de adolescente iria se acabar mas vejo que a tendência é só piorar. E eu não tô pronta. Parece que eu tô vivendo a música "eu sei de cor" da Marília Mendonça. Acho que nunca vou entender como que um cara pode te chamar pra sair e sumir do nada, te deixando em casa maquiada e pronta pra sair.

E essas atitudes me fazem pensar que eu não sou tão boa assim, pois se eu fosse talvez ele não teria me deixado em segundo plano. Se eu fosse bonita talvez, ele já estivesse aqui.

Por mais que eu tenha errado nessa vida, eu mereço. Mereço alguém que me chame de amor (e que realmente me ame), alguém que faça questão de estar comigo o tempo todo, alguém que não se importe com o meu passado ou com quantas pessoas eu já fiquei. Alguém que olhe pra mim e diga: caralho, é essa!

Posso não merecer todo dinheiro do mundo, nem toda fama muito menos o sucesso, mas eu mereço ser amada, pois eu sou amor da cabeça aos pés (literalmente).

Veja também

Por: Anastácia Kaziuk

Oi! Meu nome é Anastácia Kaziuk, tenho 23 anos e sou de Ji-Paraná, Rondônia. Já...

Para comentar entre com:

0 comentários